10
junho
2011
20:06

520 mil itens apreendidos na operação de combate à pirataria em três shoppings no centro de São Paulo

O Gabinete de Segurança iniciou na segunda-feira e continua operação de combate à pirataria e contrabando nos shoppings Korai, Duprat e 25 de Março II, fiscalizando mais de 800 lojas. Polícia Federal deporta 18 estrangeiros.

A operação, coordenada pelo Gabinete de Segurança, iniciou na segunda-feira (06/06) e está em andamento nos shoppings Korai, Duprat e 25 de Março II, localizados rua Barão de Duprat nº 223, 177, 181, respectivamente, na região central da cidade de São Paulo, com vistas ao combate à pirataria, contrabando e sonegação fiscal. Até o momento, 295 lojas foram vistoriadas, destas 111 tiveram mercadoria irregular apreendida pela polícia e agentes municipais e 93 apresentaram notas fiscais para análise das Receitas Federal e Estadual. Outras 91 lojas estavam vazias. Foram apreendidos 520 mil itens de produtos ilegais, predominando bolsas, CDs e DVDs, eletrônicos, relógios, tênis e roupas. Os produtos apreendidos estão sendo encaminhados ao DEIC e depósito da Prefeitura. No total, serão vistoriadas mais de 800 lojas que já foram filmadas e fotografadas pelos órgãos de inteligência. O Ministério Público por intermédio do GAECO – Grupo de Combate ao Crime Organizado – acompanha a operação.

Foram identificadas e qualificadas 320 pessoas, entre lojistas, funcionários, administradores e clientes e, destes 116 estrangeiros tiveram documentos analisados pela Policia Federal e 18 deles foram conduzidos para sede da Polícia Federal, foram notificados e poderão ser deportados do país.

A Vigilância Sanitária realizou vistoria em seis restaurantes/lanchonetes e emitiu dois autos de infração e uma interdição por falta de higiene e constatação de um estabelecimento que possui documentação irregular. As mercadorias deste local foram apreendidas.

Atuam na operação desde seu início cerca de 300 agentes das Polícias Federal, Civil e Militar, da Guarda Civil Metropolitana, agentes das Receitas Federal e Estadual, das Secretarias Municipais de Segurança Urbana, de Finanças (Tributos) e de Transportes (CET), da Subprefeitura da Sé, da Vigilância Sanitária (Saúde), Contru, e do Conselho Nacional de Combate à Pirataria (Ministério da Justiça).

Durante a operação na noite de segunda-feira, três pessoas foram conduzidas ao 1º Distrito Policial, duas delas por esconder no interior de dois veículos 1600 relógios falsificados e 400 celulares sem nota fiscal e outra pessoa por comercializar 7500 unidades de CDs e DVDs piratas. Os carros foram apreendidos e poderá ser decretado o perdimento por serem utilizados na prática de crimes de contrabando e pirataria.

A Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Militar estão controlando o acesso aos três estabelecimentos, o quarteirão da rua Barão de Duprat foi interditado pela CET e o acesso está restrito aos comerciantes, os funcionários e os agentes da operação.

Os agentes das Receitas Estadual, Municipal e Federal estão conferindo a documentação das lojas e dos produtos. Os trabalhos continuam durante essa semana. A Vigilância Sanitária também está atuando neste momento nos shoppings, fazendo a vistoria nos restaurantes e lanchonetes.

O objetivo da operação é a fiscalização e a verificação de documentos fiscais e pessoais de lojistas, administradores, funcionários e outros no local com vistas a avaliar as irregularidades, sobretudo referente a produtos envolvidos em contrabando/descaminho, pirataria/falsificação/contrafação, origem duvidosa/carga roubada, sonegação fiscal, funcionamento irregular e outros delitos penais, civis e administrativos.

Organismos que participam da operação:

União: Polícia Federal, Receita Federal, Conselho Nacional de Combate a Pirataria do Ministério da Justiça;

Governo do Estado: Polícia Civil (DEIC), Polícia Militar, Secretaria da Fazenda;

Município: Gabinete de Gestão Integrada de Segurança, Secretarias Municipais de Segurança Urbana (SMSU), com a Guarda Civil Metropolitana, Controle Urbano (CONTRU), Saúde (SMS), através da Vigilância Sanitária, Finanças, por meio do departamento de tributo, Transportes, com a CET e a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras com Subprefeitura Sé.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. 30 mil itens apreendidos em operação anti-pirataria na zona sul de São Paulo
  2. Shopping 25 de Março é fechado novamente durante operação de combate à pirataria
  3. Shopping Mundo Oriental está sendo fiscalizado pela Operação Integrada de combate à pirataria e contrabando
  4. Shopping 25 de Março é interditado pelo CONTRU e cerca de 10 milhões de produtos são apreendidos
  5. Prefeitura reforça combate a pirataria na avenida Paulista

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *