30
outubro
2010
11:53

CDHU entrega 432 apartamentos na zona leste da Capital

Imóveis foram construídos em Guaianazes, em parceria com associações comunitárias; CDHU investiu R$ 21,4 milhões

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) entregou, nesta quinta-feira, 27 de outubro, mais 432 apartamentos para famílias de Guaianazes, na zona Leste da Capital. O investimento na construção dos imóveis foi de R$ 21,2 milhões.

Os apartamentos têm 45,46m² de área construída com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro, área de serviço, divididos em três empreendimentos: Guaianazes A25, Guaianazes A28 e Guaianazes B26.

Os condomínios possuem quadra poliesportiva, churrasqueiras, garagem e áreas comuns que receberam tratamento paisagístico e gramado, além de hidrômetros individuais de água e gás. “A CDHU está proporcionando aos moradores economia além de colaborar com meio ambiente. Cada mutuário verá, na hora de pagar sua conta, se está utilizando a água de acordo com suas necessidades”, disse o assessor da Secretaria da Habitação, Antonio Lajarin, que representou o secretário de Estado da Habitação e presidente da CDHU, Lair Krähenbühl.

Os imóveis foram construídos pelo Programa de Parceria com Associações e Cooperativas. A CDHU repassou os recursos para as três entidades conveniadas, que executaram parte das obras em sistema de mutirão. Para a infraestrutura, conclusão dos empreendimentos e acabamento das unidades, a CDHU contratou empresas especializadas, por meio de licitação.

Para a presidente da Associação de Moradores de Ermelino Matarazzo, Edmilson Cardoso dos Santos, a CHDU transformou o sonho das famílias em realidade. “Faz quatro anos que acompanho a aflição das pessoas que fazem parte das associações. Sonhamos com a casa própria todos os dias, persistimos e agora, todos estão com as chaves na mão”, disse. As entidades contempladas são a Associação dos Moradores de Ermelino Matarazzo, a Sociedade Amigos da Ponte Rasa e o Clube de Mães Coração da Vila Margarete.

As famílias que receberam as chaves dos imóveis foram indicadas pelas associações, sendo que 97% delas ganham até três salários mínimos. Os beneficiados terão prazo de 25 anos para quitar o financiamento do imóvel.

As prestações têm subsídio do governo estadual, sendo calculadas de acordo com a renda das famílias beneficiadas. Aquelas que ganham até três salários mínimos vão desembolsar 15% dos rendimentos, e o valor da menor prestação será de R$ 76,50.

Segundo o subprefeito de Guaianazes, Jorge Perez, os conjuntos entregues contribuirão com a qualidade de vida das famílias. “A entrega desses apartamentos é um benefício e direito dessas pessoas. Agora eles terão condições adequadas de moradia. Essas famílias vão passar um natal muito mais feliz”, afirmou o subprefeito.

Os programas da CDHU são direcionados a famílias com renda mensal entre um e dez salários mínimos, priorizando as que recebem até três salários.

Outros requisitos necessários para obter um imóvel são: morar ou trabalhar na cidade há pelo menos três anos, não ser proprietário e nem ter sido atendido por financiamento habitacional.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. CDHU inicia entrega de apartamentos destinados a servidores públicos no Ipiranga
  2. Governo de São Paulo entrega obras de urbanização na zona Leste da Capital
  3. CDHU realiza plantões para atender inadimplentes na Capital
  4. CDHU viabiliza assistência técnica para auxiliar movimentos de moradia a participarem do Programa “Minha Casa Minha Vida – Entidades”
  5. Subprefeitura lacra ferro-velho clandestino na Zona Leste de SP