22
outubro
2010
17:33

CDHU realiza plantões para atender inadimplentes na Capital

Expectativa é retomar a arrecadação de 120 mil contratos em todo o Estado;  A Companhia dará condições especiais para negociação dos débitos.

Neste fim de semana, dias 23 e 24 de outubro, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) realiza quatro plantões na Capital para renegociar dívidas de mutuários inadimplentes e regularizar contratos.

Os plantões ocorrem em dois lugares diferentes: no Centro Comunitário Sítio dos Francos (dentro do Conjunto), Avenida General Penha Brasil, nº 2651, Cachoeirinha. O Outro local é o CIC São Luiz, Rua José Manoel Camisa
Nova, nº100, Jd. São Luiz. O atendimento será das 9h30 às 15h no sábado e das 9h30 às 12h30 no domingo.

A CDHU oferecerá alternativas aos devedores para a regularização dos débitos, como o parcelamento da dívida mediante amortização mínima de 10% e a ampliação do prazo de financiamento, que resultaria na diminuição do
valor das prestações. Os mutuários poderão, ainda, utilizar até 80% do FGTS como parte do pagamento das prestações a vencer.

Pessoas que adquiriram imóveis de mutuários originais por meio de “contratos de gaveta” também poderão resolver essa situação irregular. Para isso, é necessário que o morador se enquadre no perfil de atendimento da CDHU. Se for o caso, o imóvel poderá ser transferido para o seu nome. Os mutuários convocados devem comparecer ao plantão munidos de RG, CPF e a última prestação paga ou comprovante de propriedade do imóvel.

Até o final do ano, serão promovidos, aproximadamente, 670 plantões de atendimento na Região Metropolitana de São Paulo, incluindo a Capital, e nas regiões de Araçatuba, Araraquara, Baixada Santista, Bauru, Campinas, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté. Para facilitar o deslocamento das pessoas, o atendimento será realizado em locais próximos aos conjuntos habitacionais.

A CDHU prevê regularizar 120 mil contratos, aumentar a receita em 10% e receber mensalmente R$ 6 milhões.

Pela Internet (www.habitacao.sp.gov.br ou www.cdhu.sp.gov.br), o mutuário pode se informar sobre o financiamento e emitir boletos de pagamento, calcular o débito, parcelar dívida, fazer propostas de renegociação, entre outros serviços.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. TRF3 realiza mutirão de conciliação de SFH
  2. Governo de São Paulo entrega obras de urbanização na zona Leste da Capital
  3. SWU realiza mais uma ação para conscientizar a população sobre o problema das bitucas
  4. No início da semana Ipem-SP realiza “Operação Alô Doutor” para fiscalizar material hospitalar