09
fevereiro
2012
11:42

Com o maior orçamento da história, CET não tem talão para aplicar multas aos motoristas infratores, me contou um passarinho verde

A situação está deplorável na CET, segundo o passarinho verde. A nova gestão está fazendo uma espécie de “economia burra” prejudicando, assim, o operacional da CET. Com mais de 800 milhões no orçamento deste ano, o maior da história, desde dezembro do ano passado a situação está crítica no estoque de talões de multas. Alegando preço elevado, a CET suspendeu o contrato e não fez um emergencial. Resultado: das 8 mil multas diárias, em média, só 700 multas são aplicadas. Sorte dos infratores!

Ainda segundo o passarinho verde, esse tipo de gestão autoritária ignora a opinião dos técnicos, pessoal de carreira que poderia ajudar na eficiência da administração.

Outro exemplo: as viaturas foram equipadas com 560 rádios, ao custo de 8 milhões. Muito lindo seria se os marronzinhos não passassem mais tempo fora das viaturas. Não seria mais eficiente rádios portáteis, apesar do custo maior. O ganho para a cidade seria imenso e compensaria o investimento. Rádios subutilizados acabam saindo mais caro. Fora que são poucas antenas instaladas, ou seja, em vários pontos os equipamentos falham. Legal, né?

Outro exemplo: compraram radares portáteis mas sem sistema de transmissão. E o pior: fizeram um teste e descobriram que o cartão do aparelho pode ser inserido em um computador e as multas apagadas. Isso dá margem para atitudes de má-fé por parte de quem operar o equipamento. Por que não se analisou todos os riscos e necessidades operacionais antes de realizar a compra?

Outro exemplo: na Fórmula 1 do ano passado, a direção da CET achou caro o custo de 35 reais por rolo de fitas usadas no trânsito. Autorizou a compra de fitas no mercado ao custo de apenas 5 reais. Seria eficiente a atitude se não fosse por um pequeno detalhe: a legislação de trânsito exige que as fitas usadas sejam da cor branca e laranja e as fitas compradas eram da cor preta e amarela. Advinhem: alguém deve estar sentado em cima de um monte de rolos de fita. Brincadeira!

Esta é a primeira parte da história. Segundo o passarinho verde, há muito mais. E vários pássaros, das mais diversas espécies, estão insatisfeitos com esse modelo de gestão: “apenas um fala, os outros só obdecem, não opinam”, palavras do passarinho.

Se a CET achar que alguma informação está incorreta, coloco o espaço no blog à disposição para esclarecimentos.

Reclamações e sugestões podem ser encaminhadas ao marcelo@blogdocury.com.br.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. CET intensifica fiscalização aos motoristas que deixarem de dar preferência aos pedestres
  2. Mais motoristas reclamam de multas na Jacu Pêssego. Estamos ainda no aguardo de uma resposta da CET
  3. Retificando: Internautas continuam reclamando de multas na Jacu Pêssego. Novamente, a resposta da CET
  4. Artigo: Polícia Civil de São Paulo não tem motivo para comemorar
  5. Liguei para a Tecnomania e pude constatar que a câmera é uma isca para um prejuízo maior

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *