16
setembro
2010
22:15

Comerciante é preso pela posse de explosivos roubados

A Polícia Civil do Estado de São Paulo, por meio da Divisão de Investigações sobre Furto e Roubo de Veículos e Cargas do (Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), desfechou uma ação contra os responsáveis pelo roubo de um caminhão que transportava 2,5 toneladas de explosivos. Os policiais recuperaram o material em dois locais na zona leste. Na Vila Carrão, os produtos estavam escondidos em uma loja de autopeças. Um dos sócios foi preso. Ele apontou o irmão como o responsável pelo armazenamento da mercadoria.

A ação contou com a participação de equipes das Delegacias de Repressão de Furto e Roubo de Veículos e Repressão a Roubo de Cargas. Os policiais apuravam o destino dos explosivos desde 31 de agosto, quando os produtos foram roubados na Rodovia Fernão Dias, na região do Jaçanã, na zona norte. No dia 9, os investigadores interceptaram um furgão Mercedes-Benz Sprinter carregado com 1,5 toneladas do material. Um homem conseguiu fugir.

As informações possibilitaram detectar a preocupação da quadrilha em remover o material. Os policiais conseguiram descobrir que parte dos explosivos era transportada em um furgão Hyndai HR. O veículo foi roubado na manhã desta quinta-feira (16), em Ermelino Matarazzo, na zona leste. A equipe encontrou o utilitário na estrada da Fazenda do Carmo, na mesma região.

No baú estavam armazenadas 37 caixas de dinamite, dois rolos de cordel detonante e cinco caixas de tubo de choque (detonador). O veículo estava abandonado. Outra equipe realizou uma ação em uma loja de autopeças na rua Taubaté, na Vila Carrão. Os explosivos estavam distribuídos no local. O comerciante M. A. C., de 32 anos, acabou detido.

M.A.C. informou que dois homens entregaram os explosivos no início da manhã. A dupla utilizou um furgão Sprinter, que foi deixado no local. O veículo não apresenta queixa de delito. A autorização para receber o material teria sido dada pelo irmão e sócio do comerciante. A equipe tenta localizar o outro proprietário. Ele esteve envolvido como suspeito em roubo de caminhão no primeiro semestre deste ano. Os peritos ainda não divulgaram a quantidade de dinamite e artefatos encontrados na loja. O comerciante foi autuado por receptação e posse de explosivos.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Operação Sufrágio resulta em mais de 200 prisões

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *