29
abril
2011
22:46

Final de semana de grandes eventos terá quase 3 mil PMs

Policiais atuarão na Fórmula Indy, comemorações do Dia do Trabalho e partidas pela semifinal do Campeonato Paulista; apoio será de 533 viaturas e cinco helicópteros Águia

A cidade de São Paulo se prepara para um final de semana de grandes eventos: a Fórmula Indy, as comemorações do Dia do Trabalho e as partidas pela semifinal do Campeonato Paulista. A Polícia Militar preparou uma mega operação de policiamento para garantir a segurança do público. Ao todo, 2.990 policiais militares vão trabalhar nos eventos, com o apoio de 533 viaturas e cinco helicópteros Águia.

A PM também irá dispor de toda a sua tecnologia para auxiliar na segurança dos locais que receberão os eventos. Um dos sistemas usados será o “Olho da Águia”, que permite o monitoramento e a difusão, ao vivo, de imagens durante acompanhamentos e diligências, com o objetivo de proporcionar aos policiais uma estratégia adequada de abordagem e ação.

“Em eventos de grande porte, o Olho de Águia tem papel fundamental para uma atuação rápida e precisa das equipes da polícia. Com o sistema é possível identificar o infrator em tempo real. As equipes terrestres são acionadas imediatamente para realizarem a abordagem”, disse o coordenador operacional da PM, major José Cleuton Feitosa.

Trânsito - As principais vias de acesso aos estádios do Morumbi e Pacaembu, à região do Anhembi e aos palcos das comemorações do 1º de maio também terão policiamento reforçado. O Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) vai contar com mais de 266 policiais militares, 27 veículos e 28 motocicletas.

Apesar de a cidade receber três grandes eventos no domingo (1º), o capitão Paulo Oliveira, do CPTran, acredita que as pessoas não terão muita dificuldade para chegar até os locais. “As datas acabaram se coincidindo, mas isso não prejudica tanto o trânsito, já que são em regiões diferentes e no domingo, um dia mais tranqüilo com relação ao tráfego de veículos”. A região do Anhembi já tem bloqueios desde esta sexta-feira (29).

Dia do Trabalho - As comemorações do 1º de maio vão ser realizadas em vários pontos da cidade neste domingo. Somente na avenida Marques de São Vicente, entre as praças Doutor Pedro Corazza e José Vieira Mesquita, são esperadas 1,5 milhão de pessoas. A segurança ficou a cargo da organização do evento. A Polícia Militar irá atuar nos arreadores e nas principais vias de acesso com 854 policiais militares, que contarão com o auxílio de 50 viaturas e 30 motocicletas.

Além disso, a PM se reuniu com organizadores do evento para passar algumas recomendações de segurança, como a contratação de brigadistas e como agir para evitar tumultos e confusões. Segundo o major do 4º Batalhão de Policia Militar Metropolitano (BPM/M), responsável pela área, Eder Ken Shikuma, os policiais vão estar atentos também para prestar os primeiros socorros no caso de algum acidente.

“Por ser um evento de grande porte, muitas pessoas acabam passando mal devido a aglomeração, por isso, os policiais vão estar atentos para fazer o primeiro socorro caso seja necessário”. O policiamento será reforçado desde os terminais de ônibus e metrôs próximos ao avento até o trajeto que as pessoas vão precisar percorrer.

Futebol - Os quatro maiores times do Estado se enfrentam neste final de semana em busca de uma vaga na final do Campeonato Paulista. O São Paulo joga contra o Santos no sábado (30), no estádio do Morumbi. No domingo (1º), o Palmeiras recebe o Corinthians no Pacaembu.

Por serem jogos envolvendo grandes torcidas, uma mega operação foi planejada. A Polícia Militar fez duas grandes reuniões com todos os órgãos envolvidos nas partidas para planejar as ações que vão ser tomadas.

“Algumas medidas preventivas de segurança foram decididas para que não aconteça nenhum contratempo. O principal é que não tenha encontro de torcidas. Para isso, todo um planejamento e policiamento foi preparado”, disse coronel Carlos Celso Savioli, do 2º Batalhão de Policiamento de Choque (BPChq), responsável pelo policiamento dentro dos estádios.

O 2º BPCHq, que vai contar com 200 policiais para cada partida, irá realizar a escolta dos torcidas. Além disso, os torcedores dos times terão entradas diferentes evitando, assim, que haja encontro e confronto.

Segundo o major William Evaristo Wenceslau, do 16º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), responsável pelo policiamento externo do estádio do Morumbi, a atuação policial tem como objetivo propiciar a tranquilidade e a segurança aos torcedores.

“A região do Morumbi terá um policiamento reforçado para evitar que aconteça qualquer tipo de delito, principalmente contra o patrimônio, que são os mais comuns nesse tipo de evento”, disse.

A área de acesso de cada torcida será isolada. A região do Morumbi vai contar com o policiamento de 330 policiais e 145 viaturas.

O mesmo esquema de separação de torcida será montando no jogo do Palmeiras contra o Corinthians. O estádio do Pacaembu tem capacidade para receber 40 mil torcedores, mas só foram disponibilizados 36 mil ingressos para o Palmeiras e dois mil para os corintianos.

“Com essa diferença de dois mil ingressos serão montadas divisórias para que as torcidas não tenham contato também dentro do estádio. A segurança nos arredores será reforçada, visando coibir qualquer ação criminosa”, disse o major Eliezer Soares Klinger Fernandes, do 23º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), responsável pela segurança na área externa do Pacaembu. O efetivo vai contar com 300 homens, 32 viaturas e 48 motocicletas.

Fórmula Indy - A região do Anhembi recebe no domingo (1º) a quarta etapa da Fórmula Indy. O policiamento começa logo cedo. Para garantir a segurança das 50 mil pessoas que são esperadas pela organização do evento, a Polícia Militar vai contar com um efetivo de 1.040 homens, que vão ter de auxílio 146 viaturas.

Os policiais vão auxiliar na entrada do evento, acompanhando a organização na verificação de autenticidade do ingresso e na revista pessoal do público. “Dentro do evento não tem como acontecer nada, o público pode ficar tranquilo, são mais de mil homens trabalhando, divididos na parte interna e externa”, disse o major Wagner Dimas Alves, do 9º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), responsável pela área do evento.

Policiais intérpretes estarão de prontidão para auxiliar turistas estrangeiros. A atuação da polícia vai ser voltada, principalmente, para coibir a ação de “flanelinhas” e tentativas de roubo de veículos.

O major lembra que não haverá bolsões de estacionamento, sendo preferível usar o transporte público.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Segurança nas eleições será garantida por 58 mil PMs
  2. Operação Natal Seguro: 3,2 mil PMs reforçam a segurança
  3. Região central terá mais dez Bases Comunitárias Móveis
  4. GP do Brasil terá segurança dentro e fora do autódromo
  5. Semana de eventos vai complicar o trânsito em São Paulo

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *