24
junho
2012
23:16

Imagens do Bispo Católico namorador

01.jpgMOMENTOS DE CARINHO
Bargalló jura que a loira é apenas uma amiga

chamada.jpg

Flagrado com uma bela loira em uma exclusiva praia mexicana, religioso argentino pode perder o posto e ser obrigado a se explicar ao Vaticano

São imagens comprometedoras. Em uma das praias paradisíacas do luxuoso complexo turístico de Puerto Villarta, no México, um homem e uma mulher são vistos em situações que mostram inquestionável intimidade. Eles trocam carinhos e se abraçam. Estão felizes e relaxados como todos que enchem o balneário. Nada que destoe do tradicional casal apaixonado de férias não fosse o homem Fernando María Bargalló, 59 anos, bispo da diocese de Merlo-Moreno, na Argentina, e presidente para a América Latina e o Caribe da Caritas (leia quadro). “As fotos mostram um encontro que aconteceu por coincidência com uma amiga de infância”, disse Bargalló depois de negar, inicialmente, a autenticidade das imagens. “Lamento que a situação, por imprudência minha, tenha dado margem a más interpretações.” 

As fotos, feitas em janeiro de 2011, tornaram-se públicas na semana passada e forçaram um comunicado oficial do bispo, que pediu desculpas na rede de televisão portenha América 24. Mas o mea-culpa de Bargalló não convenceu e o núncio apostólico da Argentina, arcebispo Emil Tscherrig, manteve a decisão de notificar o Vaticano do episódio, além de envolver o secretário-geral do episcopado local na apuração. Corre, no alto clero do país, a informação de que, se Bargalló não renunciar, ele será removido de suas funções como bispo. O cargo na Caritas também estaria em perigo, apesar de Gabriel Castelli, diretor geral da confederação na Argentina, ter declarado apoio a Bargalló. “Eu o conheço desde os seis anos e posso assegurar que ele não tem duas vidas”, disse Castelli ao jornal “La Nación”.

Enquanto o enrosco eclesial não se resolve, as teorias sobre a identidade da bela loira que estava com Bargalló em Puerto Villarta se avolumam. O jornal “Perfil” sugere que ela seria María de las Victorias Teresa Martínez Bo, conhecida como Mariví, 56 anos, divorciada e empresária de sucesso no ramo da gastronomia. Até o escândalo estourar, ela tinha perfil na rede social Facebook com inúmeras fotos que contavam com a presença do bispo. A página sumiu quando a notícia ganhou o mundo. Quem sabe quando Mariví a reativar, ela exiba um novo status de relacionamento.

02.jpg

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Exclusivo: Imagens mostram sequestro do jogador Valdívia
  2. ‘Gostava da atenção’, diz professora presa por mandar fotos nuas a alunos
  3. “A Exposição Click! O Rock Brasileiro- História em Imagens em sua última semana em SP”
  4. Morador de rua esfaqueia duas pessoas na Avenida Paulista
  5. Pai de menina abandonada em caçamba quer guarda de criança

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *