04
dezembro
2011
17:21

Informação errada por parte da TIM gera prejuízo, reclama internauta

Foto: Blog Saboeiro Existe

A Internauta Patrícia reclama de atendimento da TIM e de prejuízo causado pela má informação prestada pela empresa. Leia na íntegra:

Pedi o cancelamento do meu plano da TIM e acabei concordando em migrar para um plano de menor valor, depois de muita insistência. Durante o procedimento de migração perguntei se os pagamentos continuariam em débito automático e fui informada que permaneceria tudo igual, somente os valores iriam mudar.

Passado 1 mês a fatura não chegou, eu liguei para operadora TIM para pedir a 2ª via e fui informada que não havia boleto, pois meu plano era pré-pago, fiquei surpresa e ainda perguntei se havia algum débito pendente e fui informada que não, então confirmei que se eu colocasse crédito eu usaria, caso contrário não e a resposta foi
sim.

Passado alguns meses fiz uma compra e quando meu cheque foi consultado tive a grande surpresa em saber que meu nome havia sido inserido no SPC, passei a maior vergonha! O que me causou estranheza foi que eu não recebi nenhuma notificação da operadora TIM, tão pouco do SPC, antes do meu nome ter sido inserido como manda a legislação.

Entrei com uma ação judicial explicando com clareza tudo o que aconteceu,a Juíza deu causa ganha à operadora alegando que eu tinha a obrigação de buscar a 2ª via do boleto ja que ele não havia chegado em minha casa. Diante desse despacho, ficou claro que a Meretíssima Juíza de Direito não se deu o trabalho de ler minhas alegações. Recorri da sentença e meu processo foi para o orgão colegiado para
ser apreciado por, se não me engano, 3 juizes e eles me condenaram a pagar as custas e honorários advocatícios da TIM com os mesmos argumentos da 1ª juíza. Eles também não leram o processo, se tivessem lido saberiam que eu fui atrás da 2ª via.

Resumo: meu nome está “sujo” por causa de R$35,00 e além disso vou ter que pagar para a TIM R$ 3.060,00 + correção. É um absurdo! Eles tinham a obrigação legal de me notificar e o judiciário tinha a obrigação de ler o processo antes de se pronunciar com alegações absurdas. O processo tramitou no Fórum do Jabaquara.

Reclamações e sugestões podem ser encaminhas para o marcelo@blogdocury.com.br

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. TIM não honra promoção e ligação “Cai sem Querer”
  2. Internauta reclama de aparelho quebrado e descaso por parte da Samsung
  3. Shoptime, campeão de reclamações no blog, cobra por produto não entregue, reclama internauta
  4. Mais uma internauta roubada que não consegue bloquear os serviços da Nextel
  5. Internauta reclama de péssimo atendimento em hospital de Sorocaba

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *