22
outubro
2012
22:40

Atendente promete eletrodomésticos do Ponto Frio mas na verdade faz assinaturas de revistas da Editora Três, reclama internauta

A internauta Luciane Fernandes reclama da abordagem praticada e criticada, realizada pela Editora Três. Ela achou o vídeo que eu gravei de uma abordagem em nome da Editora Três no Extra Hipermercado na avenida Brigadeiro Luiz Antônio.

Clique aqui e assista ao vídeo.

Clique aqui e leia a resposta da editora.

Leia na íntegra a reclamação da internauta:

Em março de 2012 recebi uma ligação de um atendente que se dizia chamar Daniel Carvalho e ser da empresa MultiPlus Fidelidade. Ele me passou a informação de que teria pontos acumulados em um dos meus cartões de crédito que iriam expirar mas que esse programa multiplus fidelidade me dava a opção de resgatar esses pontos e trocar por eletrodomésticos e outros produtos em lojas conveniadas como a Ponto Frio por exemplo. Os pontos teriam validade de 6 anos (bem mais do que o resgate tradicional de pontos do cartão de crédito).

Ou seja, no final de tudo eu teria somente vantagens e mais vantagens.

No começo fiquei um pouco desconfiada por ser uma conversa telefônica..mas eles confirmaram algumas informações (como os 4 ultimos numeros do meu cartão) e eu acabei acreditando que se tratava de algo sério pois me passaram também o site www.multiplusfidelidade.com.br para eu ler a respeito e eu verifiquei na hora o site (que de fato existia).

Para poder ter essas vantagens eu deveria realizar o pagamento de 10x R$ 77,00 que seriam debitados em meu cartão de crédito. Esse valor seria referente a adesão da campanha. (nada falaram de revista!)

Me passaram inclusive um número de ativação: 2483675/642 (sendo esses 3 ultimos numeros os numeros de adesao da tal campanha). crédito (mas não computariam pontos) e que eu teria direito a receber ainda de brinde a revista ISTOÉ semanalmente e a revista TRIP + um GPS.

Disseram que no prazo de 90 dias eu estaria recebendo a documentação (contrato) e um cartao onde eu poderia ter acesso aos meu pontos no site que foi passado.

Em MOMENTO ALGUM me falaram que se tratava de uma assinatura de revistas. Inclusive me garantiram que os meus dados não seriam passadas para a editora 3 pois eu não teria nem mesmo cadastro como assinante deles, as revistas seriam um “brinde” pela adesão da campanha.

Fui transferida para outro atendente (este, se identificou como da editora 3) que confirmou meu endereço (que eu já havia passado para o atendente anterior) e todos os outros dados (exceto os dados do cartão de crédito). Confirmei novamente se não haveria renovação dessas revistas, se não haveria assinatura nem débitos referentes a essas revistas (que, digna-se de passagem..eu não tinha interesse algum). A atendente confirmou tudo que perguntei e me disse que poderia ficar tranquila.

Pois bem, ao desligar o telefone já aconteceu o primeiro desrespeito da parte deles. O Valor de R$ 770,00 não foi debitado no cartão que eu havia passado para eles, foi debitado em um outro cartão de crédito meu (sem minha autorização!! se o cartão que eu passei o numero não autorizou o debito eles deveriam ter NO MINIMO me retornado a ligação e pedido autorização para debitar no outro numero de cartão). Esse fato já desestabilizou todas as minhas finanças pois o que eu gasto nos meus cartões de crédito é super controlado.

A partir daí eu já não fiquei mais tão “tranquila” em relação ao tal cartão. Mesmo assim cheguei a contar animada para a minha família que bem breve receberia um cartão com bônus, etc…(o que seria ótimo pois estamos planejando nosso casamento…desconto em lojnas de eletrodomésticos seria maravilhoso!).

Me passaram o numero (21) 4063-6371 horário de atendimento seg a sexta 9 as 18hs…caso eu tivesse alguma dúvida.

Pois bem, recebi as revistas na semana seguinte..e continuo recebendo (a grande maioria fica lacrada, jogada pela casa).

Porém o prazo passou e eu não recebi o cartão e nem o GPS. Telefonei e a atendente (Amanda) me informou que foi um engano meu, que o prazo deles era de 120 dias!!! Fiquei irritada (pois eu havia anotado todas as informações passadas) mas decidi aguardar.

Recebi no dia seguinte um GPS, sem nenhum tipo de explicação…sem nenhum papel, sem nada. Só uma caixa com o GPS.

Passado os 120 dias tentei telefonar novamente e o número simplesmente não atende mais!! A mensagem ao telefonar é “serviço não autorizado” e em seguida a ligação cai. Na hora percebi que havia sido vítima de um golpe ridículo! Fiquei sem saber como agir, pois eu não tinha mais nenhum outro número. Entrei no site da MultiPlus fidelidade e enviei um e-mail a eles (que nunca foi respondido).

Então, hoje (22/10/2012) me telefonou uma moça que se diz chamar Vitória Vilela me perguntando se eu estava recebendo normalmente minhas revistas. Expliquei que sim, mas que eu recebia como um brinde..não era assinante deles. Contei a ela que eu inclusive estava tendo problemas com o cartão que me foi prometido. Ela rapidamente mudou de assunto…e conforme ela ia falando eu percebi que na verdade o cartão prometido era uma FARSA e eu havia assinado na verdade as revistas ISTOÉ e TRIP.

Ela me disse que a ultima parcela a ser debitada seria em março de 2013 e então eu ficaria somente recebendo os exemplares. Perguntei “até quando??pois não tenho interesse nessas revistas!” e ela me respondeu “até 2015 a TRIP e até outubro de 2012 a ISTOÉ”. Eu disse que era tempo demais, que eu não tinha interesse e que eu iria inclusive me mudar em 2013. Ela disse que era só eu alterar meu endereço e não haveria problemas e que não tinha como cancelar a assinatura pois já estava em vigência o contrato mas eu poderia cancelar a renovação automática que já estava cadastrada. (surtei quando ela falou em renovação automática!!!)

Na mesma hora eu falei que sim, queria cancelar a renovação!! Então eles me pregaram MAIS UM GOLPE descaradamente. Ela me pediu para confirmar o número do cartão e eu passei o numero que eu havia cadastrado (aquele que, digna-se de passagem, eles não debitaram na primeira vez ne?usaram o outro sem minha autorização!). Relutei em confirmar os números. Questionei o motivo, pois ela já deveria ter isso lá…etc. Ela disse que não, que “por questão de segurança nós funcionários não temos acesso aos números dos cartões. Por isso preciso cadastrar pois quando eu digitar o numero o sistema vai reconhecer e localizar seu cadastro, cancelando a renovação neste cartão.” Enfim, acabei passando o número. Ela disse que estava tudo ok,me passou o número do contrato (a meu pedido, pois eu disse que já que eu era assinante sem saber agora eu gostaria de ter controle e queria o numero do meu contrato e o numero de assinante.) o contrato que ela me passou foi 00001948. Pedi o numero de assinante e ela disse que não era necessário pois eles utilizavam somente os numeros do CPF. Me passou tambem um telefone (11) 3010-9003 se tivesse duvidas a respeito disso ou se houvesse cobranças indevidas (ou seja, se renovassem o contrato sem minha autorização).

Desliguei o telefone, um pouco irritada (por conta do primeiro golpe que eu descobri que havia caído. Mas ao mesmo tempo aliviada pq pelo menos não iriam ficar renovando isso sem minha autorização.

Mas, imagine o tamanho da minha fúria quando minutos depois recebi uma mensagem (do meu banco) no celular informando um débito de R$ 270,00 no meu cartão de crédito da EDITORA 3!!!!

Fiquei furiosaaaaaaaa, que cara de pau da editora em fazer isso duas vezes com uma só pessoa.

Na mesma hora liguei para o numero que ela me passou. E advinha? Não completa a ligação!!

Então pesquisei na internet o numero da central da editora e telefonei para eles. Fui atendida pelo atendente Roberto Junior (numero de protocolo 2936484) e expliquei a ele tudo que estou explicando aqui. Ele me disse que iria fazer uma “PRE” SOLICITAÇÃO de cancelamento no sistema pois havia sido gerado um novo contrato para meu CPF, que seria uma RENOVAÇÃO (como assim renovação se ainda nem acabei de pagar as 10 parcelas de R$ 77,00???) e disse que em 7 dias eu deveria retornar e explicar novamente toda a história para saber se foi resolvido. Achei surreal ter que explicar tudo novamente….mas já tava tão irritada que respondi só “ok” . Ele disse ainda que os R$ 270,00 seriam estornados no meu cartão de crédito. Porém, não me deu explicação alguma em relação ao primeiro golpe que eu contei a ele. Obviamente ele já tem conhecimento disso, deve ser prática constante na empresa.

Expliquei que encontrei inúmeras reclamações iguais na internet e ele me disse que “devido a esses problemas não estamos mais trabalhando em parceria com essa empresa (multiplus)”. Disse que não sabia de nada, que no sistema constava que eu fiz assinatura diretamente com eles em março (sendo que no dia, me falaram que nao se tratava de assinatura, que nem mesmo teriam meus dados!) e quando eu questionei a questao das pontuações ele disse “mas a senhora foi avisada de que nao trabalhamos com pontuação” (sim, de fato..me falaram que n iria computar pontuação em relação a revista pois era um brinde portanto eu n tava pagando, era grátis. ). O engraçado de tudo isso é que ele durante a conversa falou “mas o GPS a senhora recebeu né?”

Ué…se eles não sabiam nada disso, se não trabalham mais em parceria com nenhuma empresa e nem sabia quem tinha feito minha assinatura..como é que agora ele sabia até mesmo do GPS que eu recebi? eiim??? E disse até o nome da pessoa que recebeu (Fabio sei lá o que, algum porteiro aqui do prédio).

Bom, o fato é que ainda está vindo nas minhas faturas o valor de R$ 77,00 e eu estou recebendo duas revistas que eu não tenho O MENOR INTERESSE e ainda um débito de mais R$ 270,00 sem meu consentimento TAMBÉM.

 

E novamente, o atendente me disse que não haveria como cancelar pois só faltavam algumas parcelas, mas que eu poderia ficar tranquila (eles sempre dizem isso ne?) que ele estava cancelando a renovação automática e eu não teria mais nenhum débito na minha conta.

O fato é que eu GASTEI MAIS DE MIL REAIS (R$ 1040,00 para ser mais exata) COM ASSINATURAS DE REVISTA SEM MINHA AUTORIZAÇÃO, DE REVISTAS QUE NÃO TENHO O MENOR INTERESSE E AINDA POR CIMA DE UMA EMPRESA QUE NÃO TEM O MÍNIMO DE RESPEITO COM O CONSUMIDOR…pois depois de tudo isso eles deviam AO MENOS retornar minha ligação (mas ao inves disse EU é que tenho que retornar para eles daqui a 7 dias) e explicar o que foi que ocorreu para tentar resolver.

ISSO É ABSURDO.

Já vi pela internet que não sou a única vítima desse golpe. Não confio mais em absolutamente nada do que for prometido ou falado por essa empresa.

 

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Internauta reclama da abordagem dos jovens que oferecem brindes em troca de uma assinatura da Editora Três
  2. Flagrante do Blog do Cury: Editora Três insiste em vender assinatura enganando o cliente
  3. O slogan já diz tudo: Ponto Frio é o Bonzão e nós somos os Bonzinhos!
  4. Mais um internauta reclama da Tecnomania!
  5. Editora Três nos encaminha resposta evasiva e não esclarece golpes aplicados na praça

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *