16
novembro
2011
15:52

Funcionário do Unibanco/Arteplex desrespeita idosa e ainda dá risada

Depois de uma rápida passada no crachá conseguir ler Josemar! Acho que é esse o nome do funcionário do cinema do Shopping Frei Caneca.

Uma senhora deve ter olhado o horário errado da exibição de um filme e insistiu com o funcionário. Por mais que ela estivesse errada, o funcionário deveria ter a paciência necessária para lidar com a situação. O mínimo de profissionalismo!

O funcionário acima começou a bater boca de uma maneira irônica, sugerindo, inclusive, que a mesma comprasse um par de óculos. Mais dois funcionários que estavam ao lado começaram a rir, achando o máximo a conduta do colega de trabalho. A senhora saiu reclamando da grosseria do rapaz e foi embora. Com certeza não voltará mais e falará para mais pessoas.

Fico admirado com o sistema de seleção de pessoal do Itaú/Unibanco. Esse funcionário jamais deveria lidar com o público. Arrogante e auto-confiante, contando com a impunidade. Depois do ocorrido continuou zombando.

É esse pessoal que irá receber os turistas na Copa do Mundo????

Reclamações e sugestões podem ser encaminhadas ao marcelo@blogdocury.com.br.

 

Resposta corporativa padrão do Arteplex/Unibanco:

Prezado Marcelo,

Agradecemos sua mensagem e a encaminhamos para nosso departamento administrativo.

Pedimos desculpas pelo ocorrido. Nossos funcionários são treinados para atender a todos com presteza e respeito. Fique certo que esses pontos serão enfatizados. Consideramos de fundamental importância ter conhecimento sobre a opinião de nossos clientes, para que possamos oferecer uma experiência de lazer e cultura cada vez mais agradável.

Nossa equipe está à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais.

Atenciosamente,

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Funcionário da CET dá mau exemplo e atravessa a poucos metros de uma faixa de pedestres
  2. Atendente da Vex não resolve problema e ainda sugere cancelamento de plano
  3. Nextel não cancela linha de cliente assaltado e ainda cobra fatura indevida
  4. Flagrante: motorista estaciona na calçada, fecha passagem de pedestres e ainda acha que está dentro da lei
  5. Em plena campanha, táxi desrespeita faixa na cara da CET e nada acontece