14
outubro
2010
18:27

Ipem-SP certifica sistema armazenagem de grãos da Ceagesp

Instituto  de  Pesos  e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP), autarquia
vinculada  à  Secretaria  da  Justiça, entrega nesta sexta-feira (15/10), o
certificado  do sistema de armazenagem de grãos da Companhia de Entrepostos e  Armazéns  Gerais  de  São Paulo (Ceagesp), à Avenida Dr. Gastão Vidigal, 1946,  Vila  Leopoldina,  em  São  Paulo. No local, o presidente da central atacadista,  Mário Maurici de Lima Morais, assina o termo de compromisso de utilização  da  marca  de conformidade do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade (Inmetro).

Em  maio  de  2009,  o  Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
(Mapa)  tornou  obrigatória  a  certificação,  com  o objetivo de reduzir o
índice de perdas, que chega a 10% de grãos como trigo, soja, milho e arroz,
que  se perdem na logística e no armazenamento inadequado. O que representa 14 milhões de toneladas a menos, na safra estimada para 2010.

Superintendente do Ipem-SP, Fabiano Marques de Paula, explica que o Ipem-SP é  o  único  órgão  público  capacitado  para  a  realização  desse tipo de certificação,  acreditado pelo Inmetro desde fevereiro deste ano. “Contamos com  uma  equipe  de profissionais capacitados para monitorar o processo de padronização  de  regras  na  armazenagem  de  grãos,  e conseguir evitar o desperdício”.

A  unidade  armazenadora  Jaguaré,  zona  Oeste  da  capital  paulista  tem
capacidade  para  armazenar  20  mil  toneladas de grãos, sendo o principal
deles o trigo, e foi a primeira das 18 da Ceagesp  no Estado a ser auditada
pelo  Ipem-SP.  Nos próximos quatro anos, o órgão deve completar o trabalho em  toda  a  rede,  incluindo  unidades em Tatuí e Araraquara que devem ser certificadas  até  o  final  deste  ano. A certificação  é válida por cinco anos.

Segundo  dados  da  Companhia  Nacional de Abastecimento (Conab), no Brasil funcionam  cerca  de 17.500 unidades armazenadoras de grãos e a expectativa do  Mapa  é que 25% ao ano passem pela auditoria. Só no Estado de São Paulo são  1.400 unidades, com capacidade total de 12.640 milhões de toneladas de grãos.

                                 Auditoria

Durante a auditoria, feita pelo Departamento de Avaliação e Certificação do
Ipem-SP,  (DACE), toda a operação de armazenagem é checada desde a chegada, o  recebimento,  análises  de  impurezas  ou  umidade  no produto, limpeza, secagem,  tratamento  com  agrotóxicos,  até a entrada nos silos, nos quais devem  ser  monitorados  fatores  como umidade e temperatura adequados. São inspecionados  também  documentos fiscais e controle de estoque, assim como treinamento e capacitação dos colaboradores envolvidos.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Taxistas podem agendar atendimento e imprimir GRU para pagamento da taxa pelo site do Ipem-SP
  2. Maioria dos capacetes inspecionados pelo Ipem no 13º MotoCheck-Up não traz etiquetas refletivas
  3. No primeiro dia da “Operação Alô Doutor”, Ipem-SP reprova 16 lotes de material hospitalar
  4. Nesta quinta-feira (23/9), Ipem-SP e Fundação Procon promovem encontro com estudantes de Direito, em Guarulhos
  5. Ipem-SP autua seis lojas durante “Operação Dia das Crianças”

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *