18
outubro
2010
11:01

Menor não pode trabalhar, mas pode pedir, furtar, roubar e se drogar!

A cena acima é muito comum em São Paulo. Uma criança pedindo comida em um estabelecimento comercial. Eu perguntei para quem era e fui informado que a encomenda foi feita pelas irmã que estavam do lado de fora, conforme a foto abaixo.

Quando eu fui abordá-las, para saber onde se encontrava a mãe, elas saíram correndo, desesperadas.

Dando uma volta nas imediações, eu descobri a cabeça do esquema. A mãe, atuando em outra frente.

Resumindo: quando há uma denuncia de trabalho infantil, as autoridades armam um esquema grandioso com destaque na mídia para flagrar e prender os responsáveis. Agora, quando a mesma coisa ocorre nas ruas à vista de todos, num flagrante desrespeito aos direitos da criança e do adolescente, nada as autoridades podem fazer.

Crianças e adolescentes não podem trabalhar, mas podem vagar impunes pelas ruas fumando, cheirando, furtando, roubando e pedindo, sem que nenhum limite seja imposto e nada aconteça para melhorar as suas vidas.

Conheço muita gente que começou a trabalhar muito cedo e hoje todos são bons cidadão e excelentes profissionais. Se a criança não quer estudar, que pelo menos trabalhe. O que não pode é ficar com a mente vazia perambulando pelas ruas da cidade!

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Na hora do rush em SP, espera por táxi pode chegar a 1 hora
  2. Dicico não cumpre entrega, reclama internauta
  3. Lixão a céu aberto
  4. PM aumenta o cerco a quem não usa cinto de segurança em SP