16
outubro
2010
09:45

Ministério da Justiça expande GGIM

Brasília, 15/10/2010 (MJ) – Mais 25 cidades do país vão contar com o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), espaço que articula ações de prevenção e repressão à criminalidade por meio de um trabalho conjunto entre órgãos federais, estaduais e municipais. Convênio assinado na tarde desta sexta-feira (15), no Ministério da Justiça, contemplou municípios de todas as regiões do país. 

Para o ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, o GGIM, uma das ações do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), representa um novo paradigma para o Brasil. “A segurança pública é de responsabilidade dos municípios, mas também do governo federal. A rediscussão deste conceito de segurança tem ajudado no avanço de linhas concretas, transformado o Brasil em um país mais seguro”, defendeu. 

Barreto lembra que, desde que o Pronasci foi criado, em 2007, a taxa de homicídios no país apresentou queda de 11% – o programa tem como objetivo integrar projetos de repressão e prevenção no enfrentamento ao crime. 

Com os gabinetes de gestão integrada municipal, o Ministério da Justiça se faz ainda mais presente nesta transformação da sociedade. “O MJ quer potencializar os projetos (já existentes) e construir junto uma nova realidade”, completou o ministro. 

E as mudanças são possíveis, como atestou o prefeito de Foz do Iguaçu (PR), Paulo Mac Donald. A cidade já conta com um GGIM há alguns meses. O espaço congrega Forças Armadas, PF, PRF, Polícia Civil e Militar, ABIN e Receita Federal, além dos moradores da cidade. A sensação de segurança, garante ele, já é outra em Foz. “O Pronasci representa uma nova maneira de se enxergar a segurança pública. Com uma atuação em conjunto das autoridades e comunidade, todos saem ganhando”, disse. 

Confira as cidades que assinaram convênio nesta sexta para implementar ou potencializar o GGIM: Manaus (AM), Belém (PA), Palmas (TO), Camaragibe (PE), Natal (RN), Nossa Senhora do Socorro (SE), Marica e Macaé (RJ), Sumaré, Guararema, Suzano, Estância Hidromineral de Poá, Itaquaquecetuba, Guarujá e São Carlos (SP), Almirante Tamandaré, Foz do Iguaçu, Fazenda Rio Grande e São José dos Pinhais (PR) e Pelotas e Rio Grande, Cruz Alta, Venâncio Aires e Taquara (RS) e Cristalina (GO).

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *