24
fevereiro
2011
20:32

Motorista toma multa de fila dupla no momento que que fazia baliza. As autoridades “Lavam as Mãos”!

Eu sempre defendi a tese de que o motorista desrespeita as leis de trânsito por causa das inúmeras infrações que eu sempre flagrei. Mas, em função de muitos relatos que me chegam, constato que há muitos profissionais mal intencionados e despreparados para autuar motoristas. Por isso que as pessoas usam muito o termo “Indústria de Multas”.

Leiam o relato abaixo da internauta Andréa e depois um outro post mais abaixo do internauta Alexandre.

Recebi notificação de multa de estacionamento em fila dupla dia 26/06/2010, ocasião em que eu estava na rua Pelotas em frente ao Multishop, dentro do carro, com a luz de seta ligada, praticamente iniciando baliza para estacionar em vaga de qual outro veículo havia acabado de sair . (Me lembro de ter visto carro de PM atrás).

Fiz rapidamente o recurso, explicando a situação e este foi indeferido em menos de 20 dias ( prazo normal é 45dias). Resolvi entrar com 2ª instância, multa paga (é obrigatório), porque me senti extremamente lesada, já que NÃO cometi a infração, e nenhum policial sequer estava orientando o trânsito ali.

Em 05/11/10 enviei o novo recurso, logo depois entrei no site da CET em pesquisa de recursos e lá se encontra um processo descrito como “em andamento”. Como no site do CET diziam que o prazo era o mesmo da 1ª instância (45 dias), passado esse período resolvi ir acompanhar. Primeiro liguei para o CETRAN, que julga a 2ª instância, e aí a dor de cabeça começou!!! Lá uma atendente, que atende o telefone bem mal, me informou que não existia nenhum processo na minha placa e que eu deveria procurar a JARI que é quem monta o processo e envia ao CETRAN. Na JARI me disseram que não era problema deles, e sim do DSV, este que era do Detran, este que era do CET, este que era da Prefeitura, que novamente disse que era do CETRAN, que disse que era de novo da CET, mas que eu deveria refazer tudo e ir pessoalmente entrar com recurso na Av. do Estado porque deveriam ter perdido meu processo. Detalhe que nenhum órgão sabia passar o telefone do outro órgão…foram inúmeras ligações para todos os telefones possíveis, até que um atendente mais educado do CET acusou que para ele no sistema aparece na tela a data de entrada do processo em 10/11 e “em julgamento” e segundo ele neste caso o processo tem que estar no CETRAN, mais uma vez eu ligo e o CETRAN diz que não existe!!!

Como dá pra ver não há como, nem onde reclamar isso!!!!!!!!!!!!!!!!
Fico indignada tanto com isso quanto com a arbitrariedade de multas em
São Paulo, não se pode mais confiar que num dia de rodízio às 16:45, por exemplo, você não será multado pelo guarda “achar” que você não estará parado às 17:00hs.

Alguém, de algum lugar que não sei mais, me passou um telefone da Ouvidoria do município que me orientou a juntar todos os documentos,
anexar uma carta contando a situação e que então eles poderiam analisar se há algum fundamento que os faça apurar a situação!!!!!!!!!!!!

Reclamações e sugestões podem ser encaminhadas ao marcelo@blogdocury.com.br.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Internauta toma multa de rodízio em dia errado
  2. CET interdita avenida Olavo Fontoura para corrida “Fila Night Run”
  3. E tome multa!
  4. CCR NovaDutra realiza mão dupla em Cachoeira Paulista (SP) para dar continuidade às obras de construção de novo trevo.
  5. Empresário do Morumbi reúne comunidade e voluntários do Mãos que Ajudam para pintura da Base Militar ao lado do estádio, no sábado, 23