18
maio
2012
02:14

Na CPI, Vaccarezza manda SMS a Cabral: ‘não se preocupe’

O deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP) foi flagrado enviando uma mensagem pelo celular ao governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), durante a sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista do Cachoeira na tarde desta quinta-feira. No texto, o ex-líder do governo no Congresso diz que as relações do PT com o PMDB podem azedar. “A relação com o PMDB vai azedar na CPI, mas não se preocupe, você é nosso e nós somos ‘teu’ (sic)”, escreveu Vaccareza. As informações são do Jornal do SBT.

A mensagem, escrita durante a sessão em que os parlamentares discutiam se Cabral e os governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT) seriam chamados a depor, seria um aviso de que a convocação poderia rachar a base de apoio que tem o PMDB e o PT com os principais pilares de sustentação. Pelo Twitter, Vaccarezza se defendeu. “Sou amigo do PMDB e nossas relações nunca serão azedadas. O SBT filmou uma troca de mensagens entre eu e o Cabral num momento de irritação”, disse o deputado.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. CPI das Gorjetas aprova, por unanimidade, relatório do deputado Mauro Bragato
  2. Moradores recebem alerta de enchentes por SMS em SP
  3. Internauta, cansado de esperar, manda a sua reclamação contra o Shoptime
  4. Inconformado com a resposta da CET, internauta manda mais fotos de rua no bairro do Limão
  5. Shoptime não entrega relógio, sistema diz que já foi entregue e internauta não consegue contato com a empresa

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *