17
setembro
2010
19:33

PM forma segunda turma de tecnólogos em polícia

Após a concluir o Curso Superior de Tecnólogo de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, 240 policiais militares estão aptos a conquistar a patente de 1º sargento, a segunda mais alta entre os praças 

Duzentos e quarenta policiais militares – 231 homens e nove mulheres – se formaram tecnólogos em polícia, na manhã desta sexta-feira (17), após concluírem o Curso Superior de Tecnólogo de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública. Com duração de três meses, o curso foi ministrado na Escola Superior de Sargentos (ESSgt) e formou, em nível superior, policiais militares que estão aptos a conquistar a patente de 1º sargento – a segunda mais alta entre os praças. A cerimônia de formatura foi realizada na Igreja Assembléia de Deus, no bairro do Belém,  na zona leste da Capital. Esta é a segunda turma de tecnólogos formada pela Escola Superior de Sargentos. Na primeira, em 24 de junho deste ano, foram formados 259 policiais.

O Curso Superior de Tecnólogo de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública foi dividido em três módulos: as áreas Geral, Jurídica e Profissional. Durante 534 horas, os alunos tiveram aulas de diversas disciplinas, como Psicologia da Liderança, Gestão Contemporânea da Qualidade, Doutrina de Polícia Comunitária, e Tiro Defensivo na Preservação da Vida “Método Giraldi”, entre outras.

Nível superior
De acordo com o decreto nº 54.911, de 14 de outubro de 2009, de reconhecimento da Lei Complementar Estadual 1.036/2008, todos os cursos da Polícia Militar do Estado de São Paulo são de nível superior. A lei é específica para a PM, dadas as peculiaridades da profissão, de acordo com a Lei de Diretrizes de Base da Educação Nacional (LDB).

Com o reconhecimento, o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) mudou sua denominação para Escola Superior de Sargentos.

Certificações e Prêmios
A ESSgt conquistou a certificação ISO 9001 em Sistema de Gestão da Qualidade, em 2007; e ISO 14001 em Sistema de Gestão Ambiental, em 2004. Além disso, conquistou o Prêmio Paulista da Qualidade na Gestão em grau bronze por três anos consecutivos – 2007, 2008 e 2009 -, além do Prêmio de Gestão, da Revista Banas Qualidade, nos anos de 2006 e 2007.

Preocupada com a preservação do meio ambiente, a Escola Superior de Sargentos também recebeu o Selo Verde da ONG Ecolméia pelo desenvolvimento de práticas sustentáveis, e o reconhecimento da Secretaria Estadual da Saúde pelo Ambiente Livre de Tabaco.

Paraninfo da turma
A turma escolheu como paraninfo o sargento reformado Odair Restani Valetim, de 39 anos. Em 26 de novembro de 2006, quando atuava na 2ª Companhia do 20º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), ele atendeu uma ocorrência de roubo em residência.
No local, ouviu gritos e entrou na casa. Um homem armado segurava uma das vítimas como escudo humano. Valentim começou a negociação com o acusado e, enquanto tentava avistar a situação, foi atingido por disparos no pescoço, na clavícula e na altura do tórax. Ele foi socorrido à Santa Casa de Misericórdia de Caraguatatuba, onde permaneceu internado e foi constatado o quadro de insuficiência respiratória e tetraplegia.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Ouvidoria da Polícia tem novos conselheiros
  2. Segurança nas eleições será garantida por 58 mil PMs