19
novembro
2010
21:36

PM reforça policiamento com 1.222 novos soldados

Esta é a terceira turma de soldados com formação de nível superior em técnicos em policiamento ostensivo; formandos enfrentaram uma concorrência de 30 candidatos por vaga

 

O Estado de São Paulo ganhou mais 1.222 soldados de 2ª classe, que reforçarão o policiamento na Capital, Grande São Paulo e em cidades do interior. A solenidade de formatura da turma “Governador Pedro de Toledo” foi realizada às 16h desta sexta-feira (19) na praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, na zona oeste da Capital.

Dos 1.222 novos soldados, 305 irão para unidades do Corpo de Bombeiros, 539 para Batalhões da PM na Capital e Grande São Paulo e 178 para batalhões no interior. Os outros 200 irão para a Polícia Rodoviária (104), Batalhão de Policiamento de Choque (32), Comando de Policiamento de Trânsito (30) e Corregedoria (34).

O secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, esteve na cerimônia e falou sobre a importância do trabalho dos novos soldados. “O trabalho que os espera fará diferença na sociedade, a população se sentirá mais segura”. Ferreira Pinto também destacou a responsabilidade assumida pelos formandos. “Os soldados são os maiores veículos da comunicação da Polícia Militar; a unidade básica da PM é o policial da rua”.

O comandante da Escola Superior de Soldados, onde os policiais realizaram o Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, tenente-coronel Antônio César Cardoso, disse que durante os 12 meses de curso os novos soldados superaram enormes desafios. “Espero que todos progridam na carreira”, afirmou.

A mensagem do tenente-coronel Cardoso parece ter chegado aos ouvidos do agora soldado Eduardo Salomão Oliveira Brito: “Agora, pretendo entrar na Academia do Barro Branco”. O formando atuará no 1º Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPRv). “É um sonho desde criança”, disse após a cerimônia.

Concorrência
Os formandos inscreveram-se no concurso da Polícia Militar em 2008, quando 75.249 pessoas concorreram a 2.500 vagas – uma relação de 30 candidatos por vaga. Após passarem por todas as etapas do concurso, que consistem em provas escritas, exames físicos e psicológicos e processo de investigação social, os classificados tornaram-se aptos a participar do curso, na Escola Superior de Soldados “Coronel Eduardo Assumpção”, no bairro de Pirituba, zona oeste.

Esta é a terceira turma de soldados com formação de nível superior em técnicos em policiamento ostensivo e preservação da ordem pública. A primeira turma, com 605 policiais, se formou em dezembro do ano passado. A turma seguinte, composta por 825 soldados, se formou em junho deste ano.

O curso
Com duração de um ano, o Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública para soldados foi dividido em dois módulos: o básico e o especializado. Durante 1.920 horas, os soldados tiveram aulas de Direitos Humanos, Penal, Militar e Civil, Ações de Polícia Ostensiva, Doutrina de Polícia Comunitária, e Tiro Defensivo de Preservação da Vida “Método Giraldi”, entre outras disciplinas.

O módulo básico do curso foi realizado na Escola Superior de Soldados, e o especializado em unidades de policiamento comunitário. Já a especialização dos Bombeiros foi realizada na Escola Superior de Bombeiros (ESB).

Nível superior
De acordo com o Decreto nº 54.911, de 14 de outubro de 2009, de reconhecimento da Lei Complementar Estadual 1.036/2008, todos os cursos da Polícia Militar do Estado de São Paulo são de nível superior. A lei é específica para a PM, dadas as peculiaridades da profissão, de acordo com a Lei de Diretrizes de Base da Educação Nacional (LDB).

Com o reconhecimento, o Centro de Formação de Soldados “Cel PM Eduardo Assumpção” passou a se chamar Escola Superior de Soldados “Cel PM Eduardo Assumpção”, e o Curso de Formação de Soldados PM teve a denominação alterada para Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública. O Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) passou a ser chamado de Escola Superior de Sargentos.

A terceira turma de soldados técnicos recebeu o nome “Governador Pedro de Toledo” em homenagem ao advogado, diplomata e político que ocupou o cargo de governador do Estado em 1932, ano da Revolução Constitucionalista.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Seleção concorrida aprova 2 mil homens no concurso de soldado
  2. PM forma segunda turma de tecnólogos em polícia
  3. 130 capitães da PM estão aptos à carreira de major
  4. Região central terá mais dez Bases Comunitárias Móveis
  5. Polícia Militar forma sua primeira oficial para a Tropa Montada

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *