19
março
2012
09:57

Radares portáteis passam a fiscalizar excesso de velocidade de motocicletas

A partir desta segunda-feira, equipamentos serão utilizados em caráter educativo em locais com maior incidência de acidentes envolvendo esses veículos 

A fiscalização à circulação de motocicletas realizada por seis radares portáteis dotados de dispositivos registradores de imagem terá início nesta segunda-feira (19/3), em caráter educativo. A partir de 26/3, terá início a fiscalização com autuações. 

Nessa primeira etapa, a fiscalização será realizada em 65 locais com maior incidência de acidentes envolvendo motos. Os equipamentos serão operados por 150 agentes de trânsito da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), divididos em três turnos, em diferentes locais de todas as regiões da Cidade. 

Com o objetivo de aperfeiçoar o trabalho da fiscalização, a CET já realizou o treinamento de 50 agentes de trânsito. Nas próximas semanas, outros 100 passarão por treinamento para aprender conceitos técnicos sobre a funcionalidade do equipamento e como manuseá-lo. 

Para registrar a imagem do motociclista infrator, os agentes deverão apontar o radar portátil para a parte traseira da moto, junto à placa. É importante destacar que a imagem só será capturada quando o motociclista exceder o limite de velocidade permitido na via.

Com relação à sinalização, a CET informa que todas as vias estão devidamente sinalizadas com placas de regulamentação de velocidade e informações de que naquele local a fiscalização é feita por equipamentos eletrônicos. 

A contratação dos radares portáteis pretende reduzir o número de acidentes e mortes envolvendo motocicletas. Antes de entrar em operação, os equipamentos tiveram que passar por homologação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia – INMETRO.

Atualmente as motocicletas representam 12% da frota de veículos registrados na cidade de São Paulo, acima de ônibus e caminhões.

No período de 2005 a 2010 houve um aumento de 46% nas ocorrências de acidentes que envolvem motocicleta. 

Durante o ano de 2010, foram registradas 478 mortes de motociclistas vítimas de acidentes de trânsito. A CET produz um relatório anual de balanço de mortes e, de acordo com o estudo referente a 2010, a categoria de motociclistas foi a única a apresentar crescimento (de 11,7%) na comparação com o ano anterior, 2009, quando foram registradas 428 vítimas fatais nesse segmento.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Transitar na faixa exclusiva de ônibus e excesso de velocidade são as autuações que mais cresceram em 2010
  2. CET padroniza velocidade na avenida Jornalista Roberto Marinho
  3. CET padroniza velocidade no eixo Cruzeiro do Sul-Estado-Nazaré-Ricardo Jafet
  4. CET padroniza velocidade na avenida Washington Luis
  5. CET amplia a padronização de velocidade em vias das zonas Sul e Oeste

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *