09
abril
2011
17:35

Reali Júnior era ‘embaixador’ brasileiro na França

Autoexilado no país devido à ditadura militar, o jornalista ficou conhecido por receber políticos exilados e por ser a principal fonte de informação sobre o Brasil

O jornalista Elpídio Reali Júnior, morto neste sábado, 8, aos 71 anos, ficou conhecido por seu trabalho como correspondente na França, país para onde se mudou em 1972, durante a ditadura militar. Para os exilados políticos brasileiros, Reali tornou-se também uma referência diplomática.

“Ele era uma espécie de embaixador informal dos brasileiros. Na época dos exílios, acolheu muitos de nós”, relata o ex-governador José Serra, que também viveu na França durante a ditadura. “Foi um autoexílio”, conta o jornalista e colega de profissão, José Carlos Pereira, diretor de redação da Rádio Jovem Pan, onde Reali Júnior trabalhava desde 1966.

Na França, Reali não deixou de acompanhar o cenário político nacional e, com mais liberdade para trabalhar, concentrava informações relevantes. “Ele continuava muito melhor informado do que nós que estávamos aqui”, conta José Carlos Pereira. “Era importante conversar com ele. Nós que estávamos lá tínhamos muita dificuldade de saber do Brasil”, relembra o deputado federal e secretário de Energia do Estado, José Aníbal (PSDB).

Amigo desde a adolescência do jornalista, o advogado e ex-ministro da Justiça José Carlos Dias conta que a casa de Reali Júnior na França recebia políticos de trajetórias distintas. “Ali não havia diferença. Ele dava apoio a todo mundo e passava informações. No fim, era um amigo”, conta. Além de José Serra e Aníbal, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também foi um dos frequentadores da casa de Reali.

Estadão

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. “A Exposição Click! O Rock Brasileiro- História em Imagens em sua última semana em SP”
  2. Mandados de prisão entram na era digital
  3. Clube Sírio promove exposição de pintura, com entrada franca
  4. Marilson Gomes dos Santos, o brasileiro, vence a 86ª Corrida Internacional de São Silvestre
  5. Últimas apresentações da comédia Casa de Orates, com entrada franca

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *