28
outubro
2010
13:39

São Paulo tem queda recorde de homicídios

Pela primeira vez na história recente, o Estado fechou um trimestre com taxa inferior a 10 homicídios para cada 100 mil habitantes, equivalente à dos países desenvolvidos. “Nos últimos três meses, taxa foi de 8,8 a cada 100 mil habitantes”, anunciou o governador Alberto Goldman  

Pela primeira vez na história recente, o Estado de São Paulo fechou um trimestre com taxa inferior a 10 para cada 100 mil habitantes, equivalente à dos países desenvolvidos. ”Nos últimos três meses, pela primeira vez, os homicídios em São Paulo estão abaixo do número recomendado pelas organizações internacionais, com taxa de 8,8 a cada 100 mil habitantes”, anunciou o governador Alberto Goldman, durante a entrega de 23 viaturas da Polícia Civil no distrito de Vicente de Carvalho, no Guarujá. A média nacional é de 25 a cada 100 mil habitantes/ano.

Goldman lembrou que o Estado apresenta queda no número de mortes intencionais desde 1999. Na última década, a redução foi de 70%. O governador atribuiu a redução recorde dos homicídios a políticas de segurança de longo prazo, adotadas no Estado desde o final dos anos 90. Acrescentou que o Governo do Estado investe muito em segurança pública. Na década de 90, o orçamento anual médio da pasta era de R$ 2 bilhões. Hoje, chega a R$ 11,2 bilhões. “Os investimentos são feitos com verba estadual”, ressaltou o governador.

O delegado geral Domingos Paulo Neto também afirmou que, além dos homicídios, os crimes contra o patrimônio são prioridade. “Os índices criminais, que serão divulgados na próxima semana, mostram que a tendência também é de queda acentuada”, afirmou. Ainda segundo Paulo Neto, a Baixada Santista também apresentará queda em seus indicadores.

Novas viaturas
O Governo do Estado investiu R$ 1,03 milhão para adquirir as 23 novas viaturas, distribuídas para a região da Baixada Santista, Litoral Sul e Vale do Ribeira. Serão 12 Paratis 1.6, seis Corsas 1.4, quatro Blazers Advantage e um Vectra. Seis dos novos veículos serão viaturas descaracterizadas, para utilização em investigações sigilosas. “Os veículos descaracterizados são imprescindíveis para o principal trabalho da polícia judiciária, que é de investigação”, afirmou o delegado Waldomiro Bueno Filho, diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter) 6.

As viaturas serão distribuídas em 14 cidades da região: Bertioga, Guarujá, Praia Grande, Santos, São Vicente, Itariri, Pedro de Toledo, Juquiá, Registro, Cananéia, Eldorado Paulista, Jacupiranga, Pariquera-Açu e Iporanga. “A distribuição foi feita de acordo com a necessidade dos distritos policiais”, disse o diretor do Deinter 6.

Viaturas já entregues
As novas viaturas fazem parte de um lote de 1.095 veículos. O Governo do Estado investiu R$ 48,36 milhões no setor de transporte policial.

Já foram entregues 245 dos 1.095 veículos adquiridos. A região de Sorocaba recebeu 94 veículos, Campinas 65 e, três dias depois, o Vale do Paraíba recebeu 63 novas viaturas, além das 23 entregues hoje.

Renovação
De 2007 a 2010, o Governo do Estado investiu R$ 315,01 milhões para a aquisição de novos veículos para as polícias do Estado de São Paulo. Para a Polícia Civil, a compra significa a retirada de circulação de veículos da instituição fabricados em 1997, 1998 e 1999.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Vale do Paraíba renova frota de viaturas da Polícia Civil
  2. Governador entrega novas viaturas à Polícia Civil de Sorocaba
  3. Governador entrega 63 viaturas da Polícia Civil em São José dos Campos
  4. Ouvidoria da Polícia tem novos conselheiros
  5. Polícia Civil da região de Campinas recebe 65 viaturas

Seu email nao sera divulgado.
Campos obrigatorios marcados com *