17
setembro
2010
19:43

Seleção concorrida aprova 2 mil homens no concurso de soldado

A Polícia Militar do Estado de São Paulo divulgou, na última quinta-feira (16), a lista dos candidatos aprovados no concurso da Vunesp, que preencherão 2 mil vagas de soldados de 2ª classe. Para se classificarem, os aprovados passaram por uma rigorosa seleção, com 88.648 inscritos – uma relação de 44 candidatos por vaga.

Os soldados vão preencher os quadros da Polícia Militar na Capital, Grande São Paulo e também no interior. A remuneração inicial é de R$ 2.387.

Considerado um dos cursos mais concorridos da Fundação Vunesp, o número de inscritos para as duas mil vagas de soldado de 2ª classe, em agosto de 2009, em um único edital, bateu um novo recorde: 88.648 candidatos. Em 2008, foram 75.249 inscritos para 2,5 mil vagas – uma relação de 30 candidatos por vaga.

Os aprovados passaram por uma bateria de avaliações, que incluíram provas de escolaridade, exames de saúde, de condicionamento físico e psicológico, além de uma criteriosa investigação social. Na próxima terça-feira (21), a Diretoria de Pessoal da Polícia Militar do Estado de São Paulo publicará no Diário Oficial a nomeação dos aprovados e os locais onde eles devem comparecer para fazer a matrícula no curso.

Escola Superior de Soldados
Após serem aprovados em todas as etapas do concurso, os 2 mil classificados deverão passar pelo Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública, na Escola Superior de Soldados “Coronel Eduardo Assumpção”, no bairro de Pirituba, na zona oeste. O curso tem caráter de estágio probatório, onde os soldados são constantemente avaliados.

Com duração de um ano, o curso é dividido em dois módulos: o básico e o especializado. Durante aproximadamente 1.920 horas, os soldados terão aulas de diversas disciplinas, como Direitos Humanos, Penais, Militar e Civil, Ações de Polícia Ostensiva, Doutrina de Polícia Comunitária, Tiro Defensivo de Preservação à Vida “Método Giraldi”, entre outras.

Nível Superior
De acordo com o decreto nº 54.911, de 14 de outubro de 2009, de reconhecimento da Lei Complementar Estadual 1.036/2008, todos os cursos da Polícia Militar do Estado de São Paulo são de nível superior. A lei é específica para a PM, dadas as peculiaridades da profissão, de acordo com a Lei de Diretrizes de Base da Educação Nacional (LDB).

Com o reconhecimento, o Centro de Formação de Soldados “Cel PM Eduardo Assumpção” passou a se chamar Escola Superior de Soldados “Cel PM Eduardo Assumpção”, e o Curso de Formação de Soldados PM teve a denominação alterada para Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública.

Recomendo estes outros conteúdos:

  1. Segurança nas eleições será garantida por 58 mil PMs
  2. PM forma segunda turma de tecnólogos em polícia